15 lições aprendidas sobre relacionamentos 

Estava eu refletindo sobre o que já aprendi sobre relacionamentos nesses 27 anos de vida, quando pensei: por que não tentar ajudar quem está passando por algo que já passei?

amorNão sou nenhum guru, mas acho que a reflexão é válida. Todos temos o que aprender e o que ensinar. Alguns pontos podem ser óbvios para uns e reveladores para outros. Então vamos lá:

  1. Regra de ouro: nunca faça com o outro o que você não gostaria que fizessem com você. Muitas vezes esquecemos isso e acabamos magoando as pessoas desnecessariamente (seja num relacionamento ou não).
  2. Respeito SEMPRE. Não falte com respeito nem nos momentos de raiva.
  3. A DR é amiga do casal. Relacionamentos saudáveis são baseados em conversa. Ninguém tem bola de cristal para saber o que está se passando com o outro. Fale abertamente sobre seus sentimentos e sobre as coisas que te incomodam.
  4. Amor é um sentimento que cresce no dia a dia. Mas isso não significa que toda e qualquer convivência será capaz de fazer você amar o outro. Às vezes você vai perceber que não gosta o suficiente para manter um relacionamento e isso acontece. Não se martirize e não continue por pena. Seja sincero com o parceiro(a) e termine de forma gentil e respeitando os sentimentos do outro.
  5. Só não suma! Quem está “levando o pé na bunda” merece o mínimo de respeito de saber o que está acontecendo. Sumir é chato e covarde. É falta de consideração. Todo mundo precisa de um ponto final.
  6. No caso de terminarem com você, não leve para o lado pessoal. Lembre do velho mantra: “ninguém é obrigado a ficar com ninguém; ninguém é obrigado a gostar de ninguém”. Por mais que seja difícil (e se você gosta da pessoa é difícil pra caramba), não pense que você é uma pessoa horrível e indigna de ser amada. Essas coisas do coração são inexplicáveis e fogem da razão, então o mais provável é que não tenha nada de errado com você e só não tenha “batido”.
  7. Mas se você achar que tem algo a ser trabalhado, não hesite em fazer terapia, análise, etc. Aliás, mesmo se você se achar perfeito é bom fazer.
  8. Tá pensando em pedir um tempo? Reflita e converse com a outra parte da relação. Para o tempo dar certo, os dois têm que concordar e esclarecer como funcionará esta dinâmica. Particularmente, acho que não dá certo. Um sempre acaba “esperando” pelo outro. Mas se os dois entrarem em acordo e respeitarem este acordo, pode dar certo.
  9. Fique atento à relacionamentos abusivos. Quem está dentro de um muitas vezes não consegue identificar. Este vídeo da Jout Jout ajuda muito. Controle, violência física e psicológica; tudo isso é indício. Reflita: se você chora mais do que ri, algo está errado.
  10. Não se cobra amor. Caso haja alguma deficiência incomodando um dos lados, converse (lembra do item 2?). Porém, evite a cobrança. “Quando é amor, ele vem sem que a gente peça”.
  11. Ainda não está à procura de alguém? Então esteja aberto à oportunidades. Saia, converse, dê chance de conhecer pessoas novas.
  12. Não se desespere. Desespero é prato cheio para ciladas. Você acaba aceitando qualquer coisa só por medo de ficar sozinho. Aprenda a dizer não e não aceite migalhas. Um sim desenfreado só te faz ficar mais longe do que você quer (para tudo na vida).
  13. Procure pessoas que queiram o mesmo que você. Quer só curtição? Tem um monte de gente que quer o mesmo e não tem nada de errado nisso. Quer um relacionamento sério? Tem gente querendo namorar também. Não invista nas pessoas que claramente não estão na mesma vibe. Poupe tempo e paciência.
  14. Não faça joguinhos. Para o item 13 dar certo, ambas as partes precisam ser sinceras com suas intenções. Além de gastar o tal tempo e paciência, joguinhos são apenas uma forma de se mascarar para tentar conseguir algo. Nada é regra quando o assunto é relacionamento. Você pode fazer o(a) perfeito(a) e mesmo assim não agradar o crush. Então seja você mesmo. É bem melhor quando as coisas fluem naturalmente e você vê que o outro gosta do seu eu verdadeiro.
  15. Desmistifique a existência da alma gêmea. A vida a dois é muito mais complicada do que o suposto encontro de almas faz parecer. Fora que não existe só uma pessoa no mundo capaz de te fazer feliz. Lembre-se: “A verdadeira pessoa certa é aquela que está disposta a fazer dar certo ao seu lado”.

A lista poderia ter mil itens, mas esses 15 pontos já dão uma ideia boa de como levar essa vida de relacionamento.

E quais foram as suas lições aprendidas até o momento?

Comentar via Facebook

Comentários

Deixe uma resposta