Feliz por opção

Nós planejamos nossa vida, seguimos nossos sonhos, fazemos o que nos faz feliz e evitamos ao máximo permitir que episódios ruins se sucedam. Porém, independente de todos os nossos esforços, coisas que fogem ao nosso controle acontecem. Eventos inesperados que podem virar o seu mundo de cabeça para baixo. Decepções, perdas, doenças, ou qualquer outro revés. E de repente, tudo o que você imaginou se perde. Sem você menos esperar, a sua vida muda.

Todos nós estamos sujeitos ao inesperado. O ser humano tem mania de querer controlar tudo, mas não temos esse poder. Não podemos fazer absolutamente nada para impedir certos eventos. Mas cabe somente a nós saber lidar com o que recebemos da vida. Você pode ser firme na adversidade e seguir em frente ou pode se deixar abater por ela. A escolha é sua.

“Tem vez que as coisas pesam mais
Do que a gente acha que pode aguentar,
Nessa hora fique firme pois tudo isso logo vai passar”

Nesse momento você tem o poder de decidir ser feliz ou não. Porque ser feliz não é viver uma vida perfeita (até porque a perfeição não existe). Ser feliz não implica em nunca chorar, nunca se desesperar, nunca ficar para baixo, nunca se irritar. Ser feliz é dar a volta por cima. É chorar, mas voltar a sorrir. É se permitir ficar de luto, perder o controle, mas sempre lembrar que a vida pode ser boa. Ser feliz é não esquecer que ainda existem pessoas encantadoras e coisas maravilhosas no mundo. É ter consciência de que viver vale a pena.

“Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você”

Quando você escolhe ser feliz, a sua vida muda. É quase como um hábito. Você se acostuma com essa felicidade inerente e fica cada vez mais forte para aguentar os pesos da vida. Vai continuar sofrendo com as intempéries, mas vai conseguir superar as dores porque você não saberá não ser feliz.

“Haverá um dia em que você não haverá de ser feliz,
Sentirá o ar sem se mexer,
Sem desejar como antes sempre quis,
Você vai rir… sem perceber,
Felicidade é só questão de ser”

Para finalizar, o clipe da música (mãe dos trechos em destaque) que traduz exatamente esse estado de espírito que é a felicidade:

Agora me diz, tem como não ser feliz ouvindo essa música? 🙂

Comentar via Facebook

Comentários

2 comments

Deixe uma resposta