O passado, o presente e o futuro

O passado nos define
O passado nos molda
O passado já passou
O passado não volta

O presente está aqui
O presente é o agora
O presente precisa ser vivido
O presente não demora

O futuro é o sonho
O futuro é a esperança
O futuro é a consequência
O futuro pode ser a mudança

Essa singela poesia foi apenas para introduzir a reflexão da vez.

Se queres conhecer o passado, examina o presente que é o resultado; se queres conhecer o futuro, examina o presente que é a causa. – Confúcio

Nossa vida é uma mistura de passado, presente e futuro. O passado é o responsável pelo o que nós somos no presente. Todas as experiências vividas, escolhas feitas e emoções sentidas contribuíram para nossa formação atual. Somos moldados de acordo com os acontecimentos do passado. Carregamos a bagagem derivada dele para todos os lugares. Seja ela boa ou ruim.

Não podemos apagar o que já aconteceu. Por mais que algumas lembranças não sejam boas, é possível superar e talvez até crescer como indivíduo. Decepções, erros e tragédias acontecem. Muitas vezes é difícil, mas temos que aprender a lidar com isso. A solução não é varrer para debaixo do tapete, e sim tentar extrair um ensinamento dessa experiência e aplicar o aprendizado no presente. Dar a volta por cima e tirar forças para construir um futuro mais agradável.

O passado é parte importante da nossa essência. Muitas vezes o consideramos tão importante que nos vemos presos à palavras, escolhas ou relacionamentos que já tiveram fim. São coisas que já passaram, sofremos as consequências e não temos como mudar. São memórias boas ou ruins que agora são só memórias. Não é possível viver na eterna nostalgia do que foi bom nem no eterno flagelo do que não foi. Portanto, não faz sentido nos sabotarmos e não seguirmos em frente. Precisamos respeitar o papel e a importância de tudo o que aconteceu sem deixar que isso nos impeça de viver o agora. Obviamente cada um tem seu tempo para assimilar e conseguir deixar o passado no lugar dele, mas tentar é fundamental. Devemos lembrar que o passado pode até definir o presente, mas não podemos deixar que ele prejudique o futuro.

Vivo sempre no presente. O futuro, não o conheço. O passado, já o não tenho. – Fernando Pessoa

A hora é agora. O presente é hoje. É a oportunidade que temos de mudança. A despeito de sua efemeridade temporal, o que é feito nele refletirá lá na frente e poderá ser duradouro. Tudo é uma grande relação de causa e efeito. O que fazemos aqui, reflete lá. Enquanto não podemos mudar o passado para mudar o presente, podemos fazer muito no presente para mudar o futuro. Mas se não nos desprendermos do passado ou se adiarmos tudo (desejos, mudanças) para o futuro, este estará destinado a ser igual àquele, sem evolução.

O presente precisa ser vivido da maneira que nos faz bem, sem amarras. Cada um sabe onde reside sua felicidade e deve viver de acordo com ela. O futuro é consequência. Às vezes o que nos impede de viver plenamente o presente não é a sombra do passado e sim a preocupação com o futuro. Evidentemente devemos nos preocupar com nossas ações e em como elas nos afetarão, mas não devemos adiar sonhos para um futuro incerto. Se adiarmos sempre, nunca faremos nada.

Nossa escolha é ser feliz na saudade do passado, na esperança do futuro ou simplesmente aqui e agora. O que você escolhe?

Comentar via Facebook

Comentários

2 comments

  1. Juliana says:

    Tentar ser feliz no presente, para que vire um passado de boas lembranças e reflita em um futuro que traga mais felicidades. Claro que isso não depende só da pessoa, mas não tentar também não adianta de nada 🙂

Deixe uma resposta